Evento Tunguska

Há muitos anos que eu leio livros sobre acontecimentos estranhos, mistérios e conspirações. Quando eu ainda era criança li sobre o evento em Tunguska na Sibéria. Este foi um dos casos misteriosos que eu mais estudei. Vou postar de vez em quando sobre esses mistérios, escolhendo os que eu mais gosto. Para começar então estou repostando o artigo do site mistérios do mundo:


Era um dia de verão comum como todos os outros nas proximidades do rio Podkamennaya Tunguska, na Sibéria. O amanhecer aquecia a floresta boreal, repleta de pinheiros silvestres e charcos, quando o mundo parecia explodir naquele fatídico 30 de junho de 1908.
Repentinamente, uma explosão mil vezes superior a que destruiu Hiroshima posteriormente devastou mais de 80 milhões de árvores e muitos animais, em um raio de 2 mil km². Até a floresta não se recuperou completamente do maior impacto que nosso planeta já sentiu em toda a história do homem civilizado.
Mistério em Tunguska

Felizmente, o epicentro era uma região despovoada, mas o evento foi testemunhado por milhares de pessoas na Ásia e Europa. Relatos que iam desde fortes ondas de calor, ventanias, barulhos, tremores de terra e uma bola de fogo esfumaçada vagando pelo céu.
O céu noturno se tornou incandescente por várias semanas, por causa da quantidade de poeira lançada na atmosfera durante a explosão. Em Londres (a mais de 10 mil km de distância), pessoas poderiam ler um jornal somente com essa luz durante a noite. Observatórios dos EUA registraram um aumento na opacidade atmosférica que durou meses.
O que teria causado tamanha explosão? Todos, desde leigos até especialistas, procuravam uma resposta. Contudo, somente em 1921 a primeira expedição até o epicentro do impacto foi realizada. Inicialmente, acreditava-se no impacto de um meteorito. Contudo, nenhuma cratera foi encontrada, tampouco sinais de um meteorito.
De acordo com cálculos, a magnitude da explosão foi entre 10 e 15 milhões de toneladas de dinamite, e o que quer que tenha causado essa explosão, não chegou ao solo, se destruindo a pelo menos 8 quilômetros de altura.
Além de um meteorito, pesquisadores levantaram a hipótese de um cometa que havia entrado na atmosfera, contudo também não havia nenhuma evidência significativa que comprovasse tal hipótese.
E como não poderia deixar de ser, muitos acreditam até hoje que o impacto tenha sido causado por uma nave alienígena, hipótese que obviamente não possui nenhuma evidência.
Além disso, muitos sugeres que o grande inventor Nikola Tesla tenha sido o responsável pelo evento, através de seu Raio da Morte.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sistemas de RPG parte 1: Dados

Sistemas de RPG parte 3 - Evolução dos personagens

Sala de jogos pronta e Mesa de jogos